Afinal, que percentagem da internet é que é pornografia?!

Pornografia está em todo o lado. Domina tudo na internet: publicidade, pop-ups e, claro, sites pornográficos. Mas afinal, na internet toda, qual é a porção que a pornografia ocupa?

Em 2011, Ogi Ogas e Sai Gaddam, dois neurocientistas que também escreveram o livro A Billion Wicked Thoughts, disseram que cerca de 4% de todos os sites da internet eram pornográficos.

Mas em julho de 2010 eles pararam de fazer essa estimativa e, desde aí, a quantidade de coisas colocadas na internet tem aumentado exponencialmente. A internet foi mais inundada com conteúdo nos últimos dois anos do que em toda a sua história antes de 2014/2015.

A internet está mesmo em constante expansão e estima-se que em 2020, estarão a ser criados cerca de 1.7 megabytes de informação por segundo, POR CADA SER HUMANO no planeta. Assim, com estes dados, quanta pornografia anda a ocupar a internet?

De acordo com o Covenant Eyes, nem sequer é algo que se possa mensurar. De acordo com dados estatísticos de 2015, há mais de 2 biliões de procuras na web por pornografia, sendo que um em cada cinco telemóveis procuram por pornografia na internet!

De acordo com as informações que eles detém, cerca de 24% dos utilizadores de smartphones admitem ter conteúdo pornográfico nos seus aparelhos. Online, cerca de 69% do material pay-per-view que está na internet é conteúdo para adultos.

De acordo com estudos feitos por este mesmo website, os sites pornográficos todos juntos atraem mais visitantes do que a Netflix, a Amazon e o Twitter juntos! Estima-se assim que cerca de 30% da internet seja pornografia.

Com isto, é normal que a indústria adulta gere milhões de euros. A indústria pornográfica gera cerca de 15 biliões de euros todos os anos, só nos Estados Unidos da América. A verdade é que o acesso gratuito a este tipo de conteúdos é IMENSO.

Há tanta pornografia na internet que, daqui a uns tempos, vai ser quase impossível evitá-la ao navegar na web. Vai mesmo!