Estado Islâmico deixa animais de Jardim Zoológico morrerem, mas felizmente alguém conseguiu salvar alguns!

Foi em Mosul que se encontrava um Jardim Zoológico com as mais variadas espécies de animais. O problema chegou quando o Estado Islâmico se apoderou dele: apenas um leão e um urso se escaparam…

Foi no Nour Park, no Iraque, que as coisas mudaram imenso desde que o Daesh tomou conta daquele local, devido à guerra. Abu Omar, o dono do zoo, disse que eles tinham um guarda a alimentar os animais, mas que esse processo foi interrompido devido à guerra que houve, guerra esse que durou três ou quatro meses.

O resultado? Todos os animais que lá estavam ou foram mortos, ou morreram à fome. Poucos escaparam. Felizmente alguém quis ajudar: uma equipa veterinária de uma companhia de caridade, a Four Paws, visitou esse mesmo Jardim Zoológico para providenciar apoio veterinário, bem como comida para o leão e o urso que “restaram”.

As pessoas que viviam nas redondezas levavam restos de comida aos animais enquanto o Estado Islâmico teve o controlo da cidade, o problema é que haviam pessoas que nem para elas tinham comida, quanto mais para dar…

Quando a guerra se tornou demasiado violenta, elas nem conseguiam sair de casa. O parque encontra-se na parte este da cidade, que foi retomada há pouco pelas forças iraquianas novamente. Foram até encontradas bombas por detonar no zoo, bem perto de um recreio onde costumam brincar crianças…

Também a Kurdistan Organization for Animal Right Protection decidiu intervir, sendo que a organização já começou a fazer voluntariado e a providenciar alimento aos animais que lá estão! Felizmente, tudo está a correr bem e o leão e o urso que continuaram vivos estão a ter os melhores cuidados possíveis!

Grande gesto.