Há mulheres que metem isto na vagina para se protegerem de violadores!

Eis a pior tortura possível para um violador…

É uma barbaridade o facto de, todos os dias, milhares de mulheres se tornarem vítimas de abusos sexuais: isto deixa muitas delas traumatizadas para o resto da vida.

De acordo com dados estatísticos, a África do Sul tem a maior taxa de abuso sexual no mundo, com uma média de 52 mil violações registadas anualmente. Mas os especialistas sabem que muitos casos não são denunciados, então esse número é provavelmente muito maior!

Sonette Ehlers vive na África do Sul e trabalha com vítimas de violação. Quando ela viu quão grave era o problema, soube que algo drástico tinha que ser feito, então criou uma solução única…

Ehlers pegou num femidom, um preservativo feminino, e modificou-o transformando-o numa arma que ajuda as mulheres a defenderem-se de violadores.

Ela chamou à sua invenção de “Rape Axe” e a parte especial é a interior, que é cheia de ganchos afiados de plástico que penetram no pénis assim que ele entra na vagina. Este preservativo especial certamente garante que o violador pare o acto antes mesmo de seguir com o crime, e, enquanto ele se contorce de dor, as vítimas têm a chance de fugir!

Os ganchos só podem ser removidos com cirurgia, o que significa que os criminosos podem ser presos enquanto estão no hospital. Mas esta invenção não inflige apenas dor -também é funcional, já que protege as mulheres da gravidez indesejada e das DSTs.

Pode ser utilizada por 24 horass e é tão fácil de ser inserido quanto um tampão. Testes mostraram que a mulher que não corre nenhum risco de se ferir ao utilizá-lo.

O projecto ainda está em fase de desenvolvimento e serão necessários mais investimentos antes de o preservativo ser produzido em massa.

O Rape Axe provavelmente não vai agradar todas as mulheres, mas aquelas que estão constantemente em situações de risco podem considerar usá-lo.

E tu, o que achas disto?