O primeiro estudo intensivo aos cigarros electrónicos mostrou resultados surpreendentes!

Com todas as novas tecnologias e a chegada dos cigarros electrónicos, a busca pela substituição “saudável” dos vícios como o tabaco parecem não ter um fim.

Os cigarros electrónicos são cada vez mais populares, mas de acordo com um estudo feito recentemente, eles serão a causa da morte de muita, muita gente…

via GIPHY

Um novo estudo, conduzido pela Cancer Research UK, foi o primeiro a explorar os efeitos a longo prazo dos cigarros electrónicos e no impacto que eles têm no corpo humano.

181 participantes dividiram-se em grupos (utilizadores de cigarros electrónicos, antigos fumadores que agora fumam cigarros electrónicos, antigos fumadores que andam em terapia de substituição por nicotina, fumadores que fumam cigarros e cigarros electrónicos e pessoas que usam os três processos para matar o vício) e foram todas analisadas.

Também foi analisada a urina e a saliva de cada um dos participantes, para ver a presença de químicos ligados a cancro do pulmão. Assim, este químico existe menos 97.5% em ex-fumadores que agora fazem vaping do que em fumadores que ainda fumam normalmente.

Assim, os cigarros electrónicos podem ser considerados menos nocivos do que os cigarros combustíveis.

Assim, já sabes: entre um cigarro convencional e um electrónico, há um que “mata menos”. A escolha é tua!